Coluna do dia 23 de Março de 2016

- quinta-feira - 24/03/2016 Ageu Vieira

Definindo

 

Uma reunião ocorrida este mês praticamente selou uma das chapas para a disputa das eleições a prefeito de São Miguel do Oeste. Os partidos menores foram chamados para a discussão. Nela, o pré-candidato Decândido Magrão, do PPS, confirmou o desejo de concorrer a prefeito. Não é novidade, visto que até já tinha dado entrevistas como pré-candidato. A novidade foi a quase definição de que o candidato a vice-prefeito será Antônio Carlos Souza Filho, do PSB. Assim, Decândido e Antônio Carlos são os primeiros que se colocam na disputa pela prefeitura de São Miguel do Oeste.

 

De olho

O juiz federal de São Miguel do Oeste Márcio Engelmann fez uma inspeção judicial nas rodovias BR-163, BR-282 e BR-158 na semana passada. Tirou fotos das situações mais graves que encontrou e, algumas, até publicou na internet. A Justiça Federal de São Miguel do Oeste passará a fiscalizar a execução dos contratos de manutenção nessas rodovias, após o ajuizamento de ações civis públicas com esse objetivo pelo Ministério Público Federal. O juiz considera um dado muito importante: não há previsão concreta para a retomada das obras de revitalização e ampliação da BR-163 entre São Miguel do Oeste e Dionísio Cerqueira e respectivas indenizações, que são objeto de outro contrato.

 

Recorre

Na semana passada, por falta de espaço, não saiu uma notinha na coluna. Nela, informei que a vereadora Cristiane Massaro disse que, inicialmente, não pretendia recorrer da liminar, afastando-se do cargo para a posse da primeira suplente, vereadora Claudete Fabiani. Conforme ela, a decisão já havia sido tomada, mas foi revertida no final de semana seguinte. A mudança ocorreu em função de entrevista do presidente do PMDB, Moacir Martello. A presidente da Câmara disse que nos próximos dias vai recorrer da decisão do Tribunal Regional Eleitoral, devendo aguardar pela decisão final no exercício do cargo.

 

Perda

Morreu nesta semana, em trágico acidente na SC 161 o ex-vereador e ex-prefeito de Romelândia, Reni Villa. Com isso, os dois últimos prefeitos eleitos do município são falecidos. Perdas políticas evidentes e sem explicações, já que as duas foram mortes violentas e trágicas. No caso de Villa, um atropelamento quando fazia caminhada matinal à margem da rodovia. Detalhe: a SC 161 não tem acostamento, o que transforma essa atividade física no local uma ação de alto risco. Do ponto de vista político, Villa estava fora da disputa deste ano. Pelo que se desenha, a prefeitura deverá ser disputada, em princípio por Flandes Schlindwein e Marcos Borghetti.

 

Mudança

O quadro pró-impeachment da presidente Dilma Rousseff vem mudando radicalmente entre os representantes de Santa Catarina em Brasília. Há uma semana, havia cinco indecisos. Eram o senador Dário Berger (PMDB), e os deputados federais Celso Maldaner (PMDB), Edinho Bez (PMDB), Mauro Mariani (PMDB) e Jorge Boeira (PP). Quatro mudaram de posição e passaram a apoiar o impeachment nos próximos dias. Hoje, Santa Catarina só tem um indeciso. É o deputado do PMDB de Maravilha, Celso Maldaner. Contra o impeachmento, só 3 dos 19 representes do Estado: são os deputados federais Pedro Uczai (PT), Décio Lima (PT) e Angela Albino (PC do B). 

Mais notícias: Ageu Vieira

Últimas notícias:

Anúncios

receba o impresso no e-mail em pdf