Sicredi disponibiliza R$ 6,93 bilhões para Rio Grande do Sul e Santa Catarina à safra 2018/2019

- quinta-feira - 21/06/2018 Regional

Instituição financeira cooperativa, está preparada para receber solicitações de seus associados para investimento e custeio em suas propriedades

img

Porto Alegre, 18 de junho de 2018. Para o novo Plano Safra 2018/2019, o Sicredi está disponibilizando para o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, mais de R$ 6,93 bilhões em crédito rural, com estimativa de realizar cerca de 114 mil operações. Desse total, R$ 5,93 bilhões vão para custeio, comercialização e investimento em linhas do Pronaf, do Pronamp e demais. E mais, R$ 1 bilhão será direcionado para operações com fontes do BNDES.

Ao todo no Brasil, o Sistema Sicredi está disponibilizando mais de R$ 16,18 bilhões em crédito rural para o Plano Safra 2018/2019, com a expectativa de gerar cerca de 214 mil operações, entre custeio e investimento. No fechamento consolidado nacional do ciclo Safra 2017/2018, o Sistema Sicredi liberou mais de R$ 11,6 bilhões, com resultado 16% superior a safra anterior, com a efetivação de 195 mil operações.

Veja, na tabela abaixo, a evolução da liberação de crédito pelo Sicredi no país:

Finalidade

Valor Liberado Safra 16/17 – R$

Valor Liberado Safra 17/18 – R$

Variação

COMERCIALIZAÇÃO

647.940.263

848.838.464

31%

INVESTIMENTOS

1.580.925.722

2.079.503.596

32%

CUSTEIO

7.763.833.930

8.657.832.450

12%

INDUSTRIALIZAÇÃO

-

18.592.745

-

Total

9.992.699.915

11.604.767.255

16%

 

“A cooperativa Sicredi Celeiro RS/SC no ano safra 2017/2018 liberou em Custeio, Comercialização e FGPP mais de R$ 105 milhões, distribuídos em 1945 operações. Em Investimento BNDES, as liberações somam mais de R$ 24 milhões, distribuídas em 189 operações. Para o plano safra 2018/2019 temos projetado e demandado para as linhas de Custeio, Comercialização R$ 121 milhões, em Investimento BNDES, nossas demandas somam R$ 30 milhões”, reforça Vitor Augusto Rizzardi, presidente da Sicredi Celeiro RS/SC.

Setor se mantem em evolução

Os mercados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina mostram que – independente das adversidades climáticas, econômicas ou de mercado -, seguem mantendo o nível de contratação de crédito rural em crescimento. Prova disso, são os números gerados na safra anterior onde, os dois estados, realizaram 102.615 mil operações que somaram R$ 4,98 bilhões em crédito. Juntos, RS e SC, representam 43% do total liberado pelo Sistema Sicredi no país. Por conta da sua missão direcionada para o crescimento sustentável, o Sicredi busca estar juntos com os associados para apoiá-los no financiamento da produção e nos investimentos em sua propriedade. Com isso, gera desenvolvimento aos associados que se estende – naturalmente - a toda a comunidade.

 

Segmento em crescimento

A agricultura familiar (que engloba o pequeno e médio produtor rural) e a agroindústria familiar seguem como o segmento mais atendido pelo Sicredi no Brasil. E no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, este segmento representou 92,3% das operações realizadas no ciclo 2017/2018, que se encerrou. Segundo o BNDES, o Sicredi é a 3ª instituição financeira na liberação de crédito rural e a 1ª no segmento da agricultura e agroindústria familiar no Brasil. O posicionamento do Sicredi foi construído – primeiro pela sua origem – e com os valores e o entendimento das necessidades da agricultura familiar e a proximidade com os associados.

 

Fontes dos recursos

Além dos recursos provenientes do BNDES, o Sicredi desenvolve a democratização do acesso ao crédito, direcionando grande parte dos recursos da sua Carteira de Poupança para financiar o agronegócio, representando em torno de 47,2% do total dos recursos disponibilizados que impactam direto as comunidades com a geração de renda, empregos e qualidade de vida às pessoas. A atuação do Sicredi é focada na sustentabilidade do acesso ao crédito rural, o que reflete na baixa inadimplência que hoje – no RS e SC – registra 0,15% no fechamento do Plano Safra anterior.

 

Mais notícias: Regional

Últimas notícias: