Agricultura e Imprensa José Zeferino Pedrozo Presidente da Faesc e Senar

- sexta-feira - 20/07/2018 Editorial


No primeiro sábado de agosto, em Chapecó, a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina receberá homenagem prestada pelas entidades que promovem o 11º Encontro da Imprensa Catarinense. Colho com humildade e alegria essa distinção especialmente porque, em 2018, a Federação completou 70 anos de fundação. Essas sete décadas foram marcadas pela defesa política do setor primário da economia e pela proteção econômica da classe rural.
Santa Catarina e o Brasil podem se orgulhar de ter uma agricultura forte, moderna, avançada e sustentável, responsável por garantir alimento farto e saudável a toda à população. Além da qualidade, o alimento produzido aqui é um dos mais baratos e acessíveis do mundo.
Foi essa condição que permitiu ao País erradicar a fome, nas últimas décadas. Carnes, cereais, lácteos, frutas, oleaginosas, fibras, hortigranjeiros – nós somos autossuficientes em quase tudo. O mundo reconhece a pujança brasileira na produção de comida. Por isso, somos líderes na exportação de carnes e grãos.
O nível de eficiência produtiva é elevadíssimo: conseguimos tudo isso ocupando menos de 30% do território nacional. E mais: a agricultura verde-amarela é altamente sustentável. O produtor produz e, ao mesmo tempo, preserva os recursos naturais porque sabe que essa conduta assegura a perpetuação da atividade. Prova disso é que 65% do território mantêm a cobertura florestal. Por produzir a comida boa e barata que alimenta a Nação, a agricultura e o agronegócio deveriam ser os setores mais festejados e reconhecidos da sociedade brasileira.
Representando esse vasto universo, a Faesc com seu parceiro Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, trabalha em favor do setor primário da economia barriga-verde. A defesa política e institucional que a Faesc  faz da agricultura destina-se a renovar perspectivas de mudanças, criar novos horizontes para as novas gerações de produtores, garantindo renda, segurança e futuro para a sociedade rural catarinense. A formação profissional rural e demais serviços educacionais prestados pelo Senar buscam capacitar o produtor, o empresário, o trabalhador e a família rural para os desafios da atualidade econômica e mercadológica, marcada pela busca da eficiência e a consolidação da competitividade.

 



Mais notícias: Editorial

Últimas notícias: