Vereadores pedem informações sobre conselhos e comissões da Prefeitura e sugerem obras no Município

Tiarajú- . quarta-feira - 17/10/2018 Regional

Proposições foram apresentadas durante a sessão ordinária desta terça-feira (16) e serão encaminhadas às autoridades competentes

img

Os vereadores de São Miguel do Oeste apresentaram diversos pedidos de informação durante a sessão desta terça-feira (16). Um dos requerimentos é de Silvia Kuhn (MDB), que solicita ao prefeito e ao secretário de Gestão de Pessoas e Transparência que informem quantas comissões internas existem no município; se essas comissões são gratificadas; em caso positivo, qual o valor pago para cada integrante de comissão; e a lista nominal dos servidores que integram as comissões.

Outros dois requerimentos pedem informações sobre Conselhos Municipais. Um deles, de Cláudio Barp (MDB), solicita à Administração Municipal que forneça a relação nominal dos membros integrantes do Conselho Municipal de Meio Ambiente, bem como a cópia das atas a partir de 2017. O pedido será enviado ao prefeito, ao secretário de Agricultura e Meio Ambiente e ao presidente do Conselho Municipal do Meio Ambiente. Já Maria Tereza Capra (PT) solicita ao prefeito e ao diretor adjunto de Cultura e Turismo que informem se o Conselho Municipal de Turismo está em funcionamento; se sim, qual a periodicidade das reuniões e qual a atual composição do Conselho, apresentando as respectivas atas do último ano.

SINALIZAÇÃO NA WILLY BARTH E NO AGOSTINI

Carlos Grassi (PP) apresentou uma moção de apelo solicitando ao Dnit que faça a recapagem emergencial e sinalização na pista indicando fim de pista dupla na Rua Willy Barth, no Bairro São Sebastião. O vereador justifica que essa rua possui enorme tráfego de veículos de pequeno e grande porte, e que a recapagem e sinalização gerarão mais qualidade e segurança para as pessoas que ali trafegam. O pedido será enviado ao diretor geral do Dnit, ao diretor de Infraestrutura Rodoviária e ao coordenador-geral de Manutenção e Restauração Rodoviária.

Outra indicação foi apresentada por Cássio da Silva (MDB), que solicita a pintura da sinalização viária em toda a extensão da Rua Oiapoc e Barão do Rio Branco, no Bairro Agostini. “A má conservação da pintura gera insegurança na travessia e deslocamento, o que coloca em risco a vida e a integridade física dos pedestres”, justifica Cássio, alertando ainda para os “altos índices de acidentes que ali acontecem”. O pedido será enviado ao prefeito, ao presidente do Cotrasmo e à secretária de Urbanismo.

CÂMERAS, CONSELHO TUTELAR E ABRIGO

José Giovenardi (PR) solicita a instalação de câmeras de segurança e vídeo monitoramento próximo à Igreja do Bairro Santa Rita. A intenção é contribuir com a melhoria da segurança pública no Município, uma vez que o local possui grande movimentação diariamente.

Gilberto Berté (MDB) solicita à Administração Municipal que estude a possibilidade de instalar a sede do Conselho Tutelar nas proximidades da Praça Walnir Bottaro Daniel. Conforme o vereador, a solicitação visa atender o pedido de moradores que estão preocupados com o número de adolescentes que utilizam a praça para consumir álcool e drogas. “O Conselho Tutelar estando mais próximo do local facilitaria as visitas, inibindo e protegendo as crianças e adolescentes do contato com esses produtos ilícitos”, ressalta Berté.

Everaldo Di Berti (PSD) indica a instalação de um abrigo com cobertura destinado ao embarque e desembarque de passageiros no ponto de ônibus já existente, localizado na Rua Oiapoc, esquina com a Rua Olinda Vidor, no Bairro Agostini. A intenção é atender as reivindicações dos moradores do local e dos usuários da Unidade de Pronto Atendimento (UPA), em especial das crianças que ali residem e que vão para a Apae. O pedido será enviado à secretária de Planejamento e Urbanismo.

PROJETO EM SEGUNDA VOTAÇÃO

A Câmara aprovou também, durante a sessão desta terça, um projeto de lei em segundo turno. O PL 132/2017, de autoria de Cássio da Silva (MDB), veda a concessão de gratificação natalina diversa daquela prevista na Constituição Federal, no âmbito do Poder Legislativo do Município de São Miguel do Oeste. O projeto foi aprovado por maioria, com voto contrário de Maria Tereza Capra e abstenção de Odemar Marques e José Giovenardi.

 

 



Mais notícias: Regional

Últimas notícias: