Parceria entre Secretaria da Educação e Fiesc vai oferecer cursos profissionalizantes para alunos da rede estadual

.- . terça-feira - 02/07/2019 Santa Catarina


Alunos do ensino médio da rede pública estadual de Santa Catarina terão acesso gratuito a cursos de iniciação profissional a partir de agosto. Uma parceria entre a Secretaria de Estado da Educação e a Federação das Indústrias do Estado de SC (Fiesc), por meio do Sesi e do Senai, vai oferecer 3.790 vagas em 40 municípios de todas as regiões do Estado. O termo de cooperação foi assinado na sexta-feira, 28, pelo secretário da Educação, Natalino Uggioni, na Fiesc.

 

Os alunos, a partir do 9º ano do ensino fundamental, terão acesso à Educação Maker e à Iniciação Profissional com a metodologia Steam, que pretende desenvolver o jovem de maneira integral, abrangendo competências cognitivas, técnicas e socioemocionais. Steam é o acrônimo em inglês para as disciplinas Science (Ciência), Technology (Tecnologia), Engineering (Engenharia), Arts (Artes) e Mathematics (Matemáticas) e a metodologia é trabalhada nas escolas Sesi e Senai. 


“Em Santa Catarina, são 200 mil jovens no ensino médio e é importante que eles estejam muito bem preparados para o mercado de trabalho. Muitos destes jovens vão para a  indústria também. Temos que trabalhar pela educação que forma o aluno de maneira integral”, afirmou o secretário Natalino Uggioni. 

 

“Este convênio vem complementar a oferta de ensino aqui em Santa Catarina e gerará bons frutos. Vamos construir uma educação melhor para o Estado”, comentou o presidente da Fiesc, Mario Cezar de Aguiar.



Termo de cooperação leva educação profissional para região da Serra

Outro termo de cooperação assinado entre SED e Fiesc irá levar formação profissional a jovens da região serrana. Em parceria também com a prefeitura de São Joaquim, serão ofertados cursos de qualificação de curta duração e cursos técnicos pelo Senai e pelo Sesi. A Secretaria de Estado cedeu sete salas de aula na escola estadual São José. 

“Esta iniciativa vinha sendo tratada há quatro anos e, desde que assumimos, demos celeridade a esse projeto. Estamos bastante felizes por avançar no processo”, ressaltou o secretário da Educação, Natalino Uggioni.


Apesar de a escola ficar em São Joaquim, o diretor de Articulação com os Municípios da SED, Osmar Matiola, explicou que os cursos atenderão a todos os jovens da região e são voltados para a demanda do mercado local. A infraestrutura cedida irá passar por adaptações, para que possa abrigar laboratórios e espaços adequados para a educação profissional.


As aulas começam em 2020, e o período de matrícula deve ser entre setembro e outubro deste ano. O número de vagas está em definição. O diretor ainda informou que, para os cursos técnicos, ficou acordado um percentual a ser estabelecido de vagas gratuitas para jovens de escolas públicas e de baixa renda.



Mais notícias: Santa Catarina

Últimas notícias: